Banner X-tudo Cultural
01
Set
2018

7a Mostra Cenáculo de Teatro

10h às 20h

Em sua 9ª edição, O Festival X-Tudo SESI Cultural recebe a 7ª Mostra Cenáculo de Teatro, realizada pela Cia. Cerne e SZ Comunicação e Cultura. O evento competitivo promove o intercâmbio entre grupos de artes cênicas com atuação em territórios periféricos, valorizando a arte produzida distante dos grandes centros culturais.

A mostra abre espaço para grupos que desenvolvam temáticas como “Cultura popular brasileira”, “Vulnerabilidades sociais”, “Grandes autores/dramaturgos”, “Direitos humanos”, “Responsabilidade social” e “Educação”.

O festival tem como objetivos destacar novos artistas, valorizar o teatro e incentivar manifestações culturais na Baixada Fluminense, contribuindo com o acesso gratuito a atividades artísticas e, assim, formando novas plateias.

Ficha técnica:
Realização: Cia. Cerne e SZ Comunicação e Cultura

Foto: Panchito Gonzalez

Entrada franca para toda programação


Programação:

SÁBADO, 1 DE SETEMBRO

Às 10h

Gramellôs - o show

Núcleo GEMA - Campo Grande, RJ
Comédia – Classificação Livre

SINOPSE
Eis que chegam à cidade dois shows circenses ao mesmo tempo, marcados para o mesmo horário, no mesmo local. Os melhores palhaços do mundo descobrem que terão que dividir o picadeiro - o duelo está formado. Quem será o melhor? Começa a busca pela vitória: os palhaços apresentam seus números desafiadores e descobrem que podem estragar o show do artista rival. As crianças são os jurados: quem irá sair do picadeiro com o prêmio de melhor show? A busca pela perfeição mostra ao público o quão paspalhos somos quando queremos “vencer na vida”. A humanidade e o desafio deixam em evidência a beleza de ser que se é e aceitar-se humano e frágil. No final, estamos todos juntos.

FICHA TÉCNICA
Elenco: Renato Garcia e Tiago Carva
Direção: Chicho Chochin - Coletivo Nopok
Musicalidade e Operação de som: Paula Amorim
Fotografia: Samira Lemes
Figurino: Tiago Carva
Cenografia: Renato Garcia

----------

Às 11h20

NaBila

Carranca Coletivo - Vila Isabel, RJ

Drama – Classificação 12 anos

SINOPSE
Três gerações de uma família se comunicam através das mulheres, que passam adiante suas histórias, saudades, conflitos, trocas e ensinamentos. Assim, a memória feminina percorre o caminho do lembrar-se e ser lembrada, buscando reconciliar-se consigo mesma. Através da poesia e da sensibilidade, Nabila inicia a jornada pela “memória coletiva”; abordando temas como a morte, o amor e o “heroísmo” cotidiano da mulher comum em uma sociedade que a desvaloriza, reafirmando o quão responsáveis são por captar o essencial nas relações entre netos, avós, filhos e mães.

FICHA TÉCNICA
Direção: Fernanda Báfica e Juracy de Oliveira
Consultoria Artística: Hugo Moss e Thaís Loureiro | Michael Chekhov Brasil
Dramaturgia: Fernanda Báfica e Gabriel Aquino
Direção de Arte: Analu Prestes
Criação e execução da colcha de memórias e bordados: Analu Prestes
Iluminação: Fernanda Mantovani
Concepção e criação Musical: Cayê Milfont
Canção Original “Mulher”: Thiago Carvalho e Cayê Milfont
Colaboração de Movimento: Morena Paiva
Elenco: Araci Breckenfeld, Mariana Queiroz, Natally Do Ó, Thiago Carvalho e
Fernanda Báfica(stand-in)
Voz em off: Maria Guedes dos Santos
Idealização: Carranca Coletivo

----------

Às 14h

LIMA ENTRE NÓS
ESTUDO COMPARTILHADO - A ATUALIDADE DE LIMA BARRETO

Queimados Encena – Queimados, RJ
Drama – Classificação 12 anos

SINOPSE
A obra de Afonso Henrique de Lima Barreto, rica e diversa, se apresenta como indispensável para os nossos dias, propiciando rica discussão sobre o papel do negro na literatura e a forma como nossas complexidades existenciais lidam com as dificuldades e barreiras impostas em todos os setores da sociedade. A palavra "nós" foi escolhida para fazer parte do título desde espetáculo, servindo tanto ao desejo de revelar a complexa teia em que se apoia o racismo estrutural brasileiro, com suas consequências sem precedentes na subjetividade de cada indivíduo, quanto ao propósito de aproximar de nosso dia-a-dia um célebre autor, muitas vezes ignorado. Espetáculo indicado ao Prêmio Shell 2018 na categoria Melhor Ator.

FICHA TÉCNICA
Autor: Lima Barreto
Roteiro: Leandro Santanna e Marcia do Valle
Intérprete: Leandro Santanna
Diretora: Marcia do Valle
Produção e Direção De Arte: Marcelo Viégas
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Trilha Sonora Original: Marcelo Palhares
Violoncelos: Vanja Dee e Carlos William Gonçalves
Arte Final: Beá Meira
Preparação Corporal: Laura Samy
Direção De Movimento: Marcia do Valle
Assistente De Produção: Marcela Carvalho
Operação De Som: Lucas de Araújo Couto
Operação De Luz: Hyam
Modelista: Rose Kelly
Cenotécnico: Uel Barros
Assessoria de Imprensa: Inês Carreira
Fotos: Walter Mesquita
Mídias Sociais: Letícia de Morais

----------

Às 15h30

Lixo no Lugar Errado, tô fora!

Cia. de Arte Popular – Duque de Caxias, RJ

Infantil – Classificação Livre

SINOPSE

Saúde, vetores, reciclagem, esses e outros temas ligados ao meio ambiente são abordados nessa montagem teatral, onde quatro atores e um músico, contam e cantam (ao vivo) a história de “Rosilda” e sua falta de compromisso com o que acontece ao seu redor.

 

FICHA TÉCNICA

Texto: Cesário Candhí

Direção: Tom Pires

Músicas e Direção Musical: Beto Gaspari

Elenco: Cesário Candhí, Eve Penha, Nancy Calixto, Pedro Lages e Beto Gaspari (voz e violão)

Iluminação e Operação de Luz: Bruno Silva

Figurino: Tom Pires

Adereços: Tom Pires e Companhia de Arte Popular

Cenário: Tom Pires

Cenotécnico: Julio Tavares e Tatoo

Maquiagem: Nilton Marques

Produção Executiva: Companhia de Arte Popular

----------

Às 17h

O Pulgo e o Elefante

O Que Conta o Sabiá – Contadores de Histórias
Infantil – Livre

SINOPSE

Adaptação do romance infantil-juvenil “História de Dois Amores”, de Carlos Drummond de Andrade, a peça O PULGO E O ELEFANTE conta uma linda história de amizade recheada de aventuras e descobertas em um deserto africano, e tem como conflito a conturbada relação entre um pernóstico PULGO e um ELEFANTE pra lá de sensível. A relação se transforma com a descoberta de valores importantes como o respeito às diferenças, ao próximo, e, principalmente, com a descoberta do valor de uma verdadeira amizade. Além disso, a peça discorre sobre as descobertas do primeiro amor.

Texto: Carlos Drummond de Andrade
Adaptação teatral: Alexandra Velásquez
Direção: Tom Pires
Elenco: Dany Stenzel, Carolina Laura e João Vitor Novaes
Direção musical: Virgínia Van Der Lind
Cenografia: Tom Pires
Figurinos: Ticiana Passos
Iluminação: Paulo Denizot
Adereços cênicos: Dany Stenzel
Fotos de cena: Moscow
Produção executiva: Grupo O Que Conta o Sabiá
Assessoria de imprensa: Gabriela Mota
Direção de Produção: Tom Pires
Realização: Portal 8 Produções Artísticas Ltda

 

----------

Às 18h20

Querida Celie

Espaço Núcleo – Limeira, SP

Drama – Classificação 16 anos

 

SINOPSE

Celie é uma jovem com apenas 14 anos que foi violentada pelo pai, se torna mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de procriar, Celie imediatamente é separada dos filhos e da única pessoa no mundo que a ama, sua irmã, Nettie, ela se casa Albert um jovem viúvo, que a trata simultaneamente como escrava e companheira. Grande parte da brutalidade de Albert provêm por alimentar uma forte paixão por Shug Avery, uma sensual cantora de blues. Celie fica muito solitária e compartilha sua tristeza em cartas (a única forma de manter a sanidade em um mundo onde poucos a ouvem), entre loucuras e devaneios você se surpreenderá com uma história contada por quem a viveu, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência do seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.

FICHA TÉCNICA

Texto e Direção: Jonatas Noguel

Figurino: Jonatas Noguel

Cenografia: Espaço Núcleo

Sonoplastia: Matheus Gonçalvez

Produção: Espaço Núcleo

Operador de luz: Jonatas Noguel

Operador de som: Jonatas Noguel

Contra-Regra: Pablo Abritta

----------

DOMINGO, 2 DE SETEMBRO

Às 10h

UMA MALA PARA DOIS PALHAÇOS

IneptaCia – Belford Roxo, RJ
Infantil – Classificação Livre

SINOPSE
Os palhaços Escafura e Tortobias decidem fazer um filme mudo do seu espetáculo de variedades circenses. Mas, para obter sucesso, é preciso que tudo esteja em ordem. Luz, câmera, e principalmente as duas malas pertencentes a ambos. Porém, surpreendentemente, apenas uma mala é colocada em cena. Com esse imprevisto, os dois interrompem o roteiro original da película para reclamar a posse do cobiçado objeto. Por fim, em meio a confusões, quedas, gags, “claques” e muita ingenuidade, acabam encenando outro filme/espetáculo: Uma mala para dois palhaços.

FICHA TÉCNICA
Autoria e direção: Cássio Duque e Junior Melo
Elenco: Cássio Duque e Junior Melo
Iluminação: Akauã Santos
Sonoplastia: Isabour Estevão
Figurino: Nathalia Cantarino
Cenografia: Cássio Duque e Junior Melo

----------

Às 11h20

UM DEDO DE PROSA

Coletivo Allegro – Guarujá, SP
Comédia – Classificação Livre

SINOPSE
Jacira e seu irmão Zé, pessoas simples do interior de São Paulo, chegam a Duque de Caxias para passear e convidam o público para o diálogo. A prosa " boa por demais” narra as aventuras vividas pelos personagens ao chegarem a cidade e o encontro dos irmãos caipiras que são da lida do café com o espaço urbano. Em meio a tantos símbolos de riqueza e miséria espalhados pelas cidades  uma interessante reflexão dos personagens “ Se meu povo soubesse que é do trabalho deles que faz essa riqueza”...   A troca de cultura caipira com a urbana através de uma apresentação interativa com o público é o desfecho desse projeto.

FICHA TÉCNICA
Autora: Fátima Martins
Direção: Coletivo Allegro
Figurino: Deraldo e Elisângela Sena
Sonoplastia: Fred Lincoln
Cenário: Coletivo Allegro

----------

Às 14h

OMI – DO LEITO AO MAR

Coletivo Allegro – Guarujá, SP
Infantil – Classificação Livre

SINOPSE
“Omi - do Leito ao Mar” nasce de uma pesquisa sobre mitos da tradição iorubá. O espetáculo é composto por cinco histórias protagonizadas por orixás ligadas ao elemento água. Juntas, lavadeiras contam as histórias que formam  o caminho que a água faz desde que brota da terra até desaguar no mar. A água brota, se mistura com a terra e se faz lama, Nanã a usa para modelar o primeiro homem do mundo a pedido de Oxalá. A água se separa da terra e vira uma nascente. Euá perdida com seus filhos na floresta se transforma em uma fonte para matar a sede dos meninos. A água flui em seu caminho por entre as pedras e se transforma em um rio com quedas d'água. É o reino de Oxum, que acalma suas correntezas para que o rei possa passar com seu exército. O rio se desmembra e sobe de volume com as águas da chuva. Iansã forma um rio de nove braços para impedir que os inimigos cheguem até a aldeia e destruam seu povo. Todo rio busca por entre montanhas e florestas o caminho para a imensidão do mar. É o que faz Iemanjá, que fugindo de seu marido, corre em direção à sua mãe Olokun.

FICHA TÉCNICA
Texto e Direção: Gabriel Mendes
Operador de Luz: Rodrigo Lontra
Produção: Juliene Pontes, Erika Ferreira, Rodrigo Lontra e Victor Braga
Elenco: Erika Ferreira, Ivan de Oliveira, Kadu Monteiro, Nívea Santana, Michael Alves,
Direção Musical: Kadu Monteiro e Raquel Terra
Musicista: Raquel Terra
Músico: Nelson Gaia

----------

Às 15h30

UMA CIRANDA PARA MULHERES REBELDES

As Dramáticas – Rio de Janeiro, RJ
Drama – Classificação 14 anos

SINOPSE
"Uma ciranda para mulheres rebeldes" reúne relatos ficcionais criados a partir de episódios verídicos das vidas de quatro mulheres que lutaram pelos ideais socialistas no início do século passado. A utopia da revolução, a dor do exílio, as escolhas difíceis, a opressão, a maternidade, as descobertas, a esperança, o vazio, a luta, o medo, a rebeldia, a arte, estão presentes nas vidas dessas mulheres que nos comovem por sua determinação, sua desobediência constante e também por sua fragilidade.

FICHA TÉCNICA
Criação, Dramaturgia e Atuação: As Dramáticas (Adriana Maia, Ana Achcar, Anna Wiltgen, Dadá Maia)
Direção: Adriana Maia
Colaboração na Direção: Xando Graça
Direção de Arte (Cenografia | Figurinos | Design gráfico): Adriano Ferreira
Direção Musical: Quito Pedrosa
Iluminação: Rogério Wiltgen
Preparação de Biomecânica: Morgana Martins
Uma produção de coletivo As Dramáticas e Ciranda de 3 Trupe Produções

----------

Às 17h45

PANCHITO GONZALEZ

Cia. Atores da Fábrica – Nova Iguaçu, RJ (Companhia convidada)
Comédia – Classificação 12 Anos

SINOPSE
A cena conta a história de Panchito Gonzalez, que ao se ver na posição de pai de família, decide desistir do seu sonho de se tornar engenheiro e vai atrás de um emprego em uma Empresa Transoceânica de Carnes, sugerida pelo tio deputado da sua esposa. A Transportadora recebe uma licitação para prover 2 mil toneladas de carne para a África do Sul, porém, para lucro da empresa, deve ser a mais barata do mercado. Panchito, corrompido pelas ofertas de aumento de salário, fica responsável por assumir a licitação, que em breve seria exportada para África do Sul. Panchito só não contava que a mesma propagaria uma epidemia de Peste Bubônica no país.

FICHA TÉCNICA
Direção: Wellington Fagner
Atuação: Victor Marote, Júnior Melo, Letícia Ambrósio e Levi Duarte
Tradução: Cecília Boal
Texto: Osvaldo Dragun
 

01/09/2018 - 10h às 20h

Livre

Entrada Franca

Teatro da Firjan SESI em Caxias

Rua Artur Neiva, 100 | 25 Agosto ( Vendas de ingressos: segunda a sexta, das 7h às 20h, e sábado, das 9h às 14h, na bilheteria do teatro. )

7a Mostra Cenáculo de Teatro - X-TUDO
7a Mostra Cenáculo de Teatro - X-TUDO